quinta-feira, 28 de setembro de 2017


ACESSO À PREVIDÊNCIA

População poderá ter acesso facilitado à Previdência



O PL 5031/16, que autoriza a justiça do trabalho a reconhecer efeitos previdenciários, foi aprovado por unanimidade pela CTASP.

Richard Silva/PCdoB na Câmara

Em tempos de perdas de direitos, atropelos e avanços de retrocessos, um respiro. A Comissão de Trabalho e Serviço Público (CTASP) da Câmara aprovou, nesta quarta-feira (27), proposta que autoriza a Justiça do Trabalho a reconhecer efeitos previdenciários, desobrigando trabalhadores a recorrer à Justiça Federal para conseguir validação de tempo de serviço e contribuição.

O Projeto de Lei (PL) 5031/16, aprovado por unanimidade pela CTASP, altera a Lei nº 8.213, de 1991, e a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) para seguir os mandamentos constitucionais da duração razoável do processo e do direito fundamental à Previdência Social.

Para o relator da matéria, deputado Daniel Almeida (PCdoB-BA), o texto do colega Baleia Rossi (PMDB-SP) disciplina a questão de forma adequada e completa, já que atualmente a competência da Justiça do Trabalho é limitada no que se refere às contribuições previdenciárias.

“Para conseguir reconhecer vínculos empregatícios que não foram devidamente anotados na carteira de trabalho, o trabalhador deve abrir processo administrativo frente ao INSS. Se de lá não sair decisão favorável, ele precisa recorrer à Justiça Federal, ficando sujeito a custos e à demora do processo. Esse projeto representa um avanço de ordem processual”, esclareceu o parlamentar durante seu voto.

O projeto autoriza o juiz do trabalho a reconhecer os efeitos previdenciários de suas decisões desde que haja indício de prova material e seja identificada a natureza jurídica das parcelas devidas ao trabalhador.

A tramitação da matéria segue agora nas comissões de Constituição e Justiça (CCJ) e de Seguridade Social e Família (CSSF).
 

Por: Ana Luiza Bitencourt
Fonte: PCdoB na Câmara









Últimas Notícias



PCdoB, PDT, PSB e entidades se mobilizam contra Reforma da Previdência


Daniel Almeida: Projeto de lei anticrime poderá institucionalizar “licença para matar”

Quinto mandato
Daniel Almeida toma posse para o quinto mandato na Câmara Federal

Intolerância Religiosa
Daniel Almeida critica crescimento de casos de intolerância religiosa


Sancionado projeto de Daniel que concede licença para exames preventivos de câncer




Escritório Político Salvador:
Rua Rubens Guelli, 134, Ed. Empresarial Itaigara, sala 203
Itaigara, Salvador-BA
CEP: 41815-135

Tel: (71) 3266-0063
ascom@daniel.org.br