terça-feira, 2 de maio de 2017

1º de Maio: Centrais se unem em ato contra retirada de direitos em Salvador



Depois de uma greve geral vitoriosa, a CTB Bahia se uniu mais uma vez à CUT, Força Sindical, UGT, NCST, CSB e CSP Conlutas para construir um grande ato unitário do Dia do Trabalhado, nesta segunda-feira, 1º de Maio, em Salvador. Com o tema “Pelo Brasil, Contra as Reformas Previdenciária, Trabalhista e a terceirização”, o evento reuniu lideranças sindicais, sociais e políticas de diversas vertentes em um grande pacto contra a retirada de direitos e em defesa da democracia.

Para o presidente da CTB Bahia, Aurino Pedreira, o ato cumpriu o seu papel de mostrar a unidade dos trabalhadores em torno de bandeiras comuns. “A agente vive um momento histórico para a luta política do nosso país e a classe trabalhadora está ai, mostrando para que veio. Este ato de hoje, tem um caráter especial, que é a unidade do movimento sindical  em torno de uma luta comum. Este governo ilegítimo conseguiu pautar a unidade da classe trabalhadora em torno de um só objetivo, que é barrar a retirada de direitos. Essa é a grande marca deste 1º de Maio, que agregou também os movimentos populares e vários setores da sociedade”, avaliou. 

A data serviu também para reafirmar a disposição de luta da classe trabalhadora. “Esse 1º de Maio representa mais um momento de luta e de resistência. Momento de denunciar todo este conjunto de arbitrariedade de retirada de direitos. A greve geral marca um novo momento desta luta. Mostra a capacidade de mobilização da classe trabalhadora, que pode fazer outras greves, caso o governo não recue das propostas de reformas que tenta impor à sociedade”, acrescentou Aurino. 

“Se Temer não recuar, nós temos duas opções: fazer greve e tomar as ruas. Vamos utilizar as duas. Nós estamos estudando a possibilidade de ocupar Brasília no período em que o Senado for votar a reforma trabalhista e a Câmara for votar a reforma da Previdência. Uma nova greve geral maior também não está descartada. A gente acredita que com a greve será possível derrotar no Senado a reforma trabalhista e também derrotar na Câmara a reforma da previdência. Aqui nós reforçamos também o fora Temer e diretas já”,  concluiu o presidente da CTB Bahia.

Ato plural

O ato do 1º de Maio em Salvador, contou com as presenças da secretária Estadual do Trabalho, Olívia Santana, e de Políticas para as Mulheres, Julieta Palmeira; dos deputados federais Alice Portugal, Daniel Almeida e Davidson Magalhães, do PCdoB, e Bebeto, do PSB. Dos vereadores Aladilce Souza (PCdoB) e Hilton Coelho (PSol), além de representantes de entidades do movimento social e de dezenas de sindicatos de trabalhadores.

Destaque especial para o pessoal da CTB Regional de Irecê, que trouxe uma caravana de dirigentes para o ato de 1º de Maio. Os presidentes do Sindicato dos Comerciários, Rafael Sidatra, e dos Bancários, Carlos Alberto Bezerra,  participaram do evento em Salvador.

Realizado no Farol da Barra, na orla marítima, o ato contou também com as apresentações do grupo Catadinho do Samba, dos repentistas Paraíba e Zé Rodrigues, da Banda da Lua, do Microtrio de Ivan Huol, que promoveu um arrastão do Cristo até o Farol, além do forrozeiro Adelmário Coelho, que encerrou o evento com uma grande apresentação já noite de segunda-feira. 

Fonte: CTB Bahia









Últimas Notícias


Trabalho Escravo
PDC susta medida que destrói combate ao trabalho escravo

Ato contra desestruturação do SUS
Ato na Câmara marca luta contra desestruturação do SUS

Desmonte dos Correios é criticado na Câmara
Daniel critica desmonte dos Correios na Câmara

Acesso à Previdência
População poderá ter acesso facilitado à Previdência

Financiamento de campanha
Congresso tenta avançar em fundo para financiamento de campanhas




Escritório Político Salvador:
Rua Rubens Guelli, 134, Ed. Empresarial Itaigara, sala 203
Itaigara, Salvador-BA
CEP: 41815-135

Tel: (71) 3266-0063
ascom@daniel.org.br