segunda-feira, 22 de maio de 2017

População vai às ruas em todo o Brasil por Diretas Já



Milhares de pessoas saíram às ruas das principais cidades do Brasil neste domingo para exigir a imediata renúncia de Michel Temer e a convocação de eleições diretas. Os atos mobilizados pelas Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo aconteceram em mais de 30 municípios.

Fernando Udo
Salvador reuniu cerca de 10 mil pessoas que se concentram no Largo do Campo Grande no início da tarde e depois se dirigiram ao Farol da Barra. A manifestação exigiu a saída de Michel Temer e eleições diretas.

Em boa parte do país o domingo foi de muita chuva, mas as condições climáticas não impediram a população de ocupar as ruas para exigir a renúncia do presidente golpista que agora é investigado por corrupção, organização criminosa e obstrução à justiça.

Desde a última quarta-feira (17), quando os empresários do frigorífico JBS entregaram à justiça uma série de materiais com áudios e vídeos capazes de provar o envolvimento de Michel Temer e aliados em um grande esquema de corrupção, o castelo de areia do golpista começou a ruir.

As grandes manifestações registradas nas principais cidades neste domingo mostram a força popular que exige a renúncia de Temer. Os manifestantes pedem ainda a convocação imediata de novas eleições e rechaçam qualquer tentativa de decisão indireta.

Em São Paulo, os organizadores acreditam que mais de 30 mil pessoas ocuparam a Avenida Paulista, apesar da chuva que não deu trégua em nenhum momento do dia. Outras capitais também tiveram manifestações numerosas, entre elas Fortaleza, no Ceará, que contabilizou cerca de 30 mil pessoas e Salvador, na Bahia, com 10 mil.

Veja mais detalhes e imagens das manifestações

Acre

Cerca de 700 pessoas participaram da manifestação convocada pela Frente Brasil Popular e pela centrais sindicais em Rio Branco, no Acre. Além de populares, compareceram representantes de entidades como CUT, União Nacional dos Estudantes (UNE), União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) e Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) para defender a renúncia de Michel Temer e Diretas Já.

Amazonas

Em Manaus, a manifestação reuniu quase 500 pessoas em defesa do Fora Temer e da realização de novas eleições, assim como contra as reformas trabalhista e previdenciária. O ato ocorreu na Praça do Congresso.

Bahia

Salvador reuniu cerca de 10 mil pessoas que se concentram no Largo do Campo Grande no início da tarde e depois se dirigiram ao Farol da Barra. A manifestação exigiu a saída de Michel Temer e eleições diretas. Participam representantes da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB),, Central Única dos Trabalhadores (CUT), Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB-BA) e entidades populares.

Ceará

Fortaleza foi palco de uma das maiores manifestações ao reunir cerca de 30 mil pessoas na Praia de Iracema. Com bandeiras, cartazes e faixas exigindo Fora Temer e Diretas Já, os manifestantes convocados pelas frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo percorreram ruas e receberam grande apoio popular.

Distrito Federal

Duas manifestações em Brasília reuniram somaram cerca de 500 pessoas, inicialmente ao lado do Museu da República e mais tarde na Biblioteca Nacional. Assim como nos demais estados, os manifestantes exigiam a saída de Temer e a convocação de eleições diretas.

Goiás

Goiânia teve manifestação na Praça do Trabalhador, onde centenas de pessoas exigiam a saída de Temer e a realização de eleições diretas. O ato foi organizado CGT, pela CUT e pela Frente Brasil Popular (FBP) e ocorreu pela manhã.

Minas Gerais

Além de Belo Horizonte, cidades como Juiz de Fora e Uberlândia realizaram manifestações por Fora Temer e Diretas Já. Na capital, o ato foi convocado pela Frente Brasil Popular, pela CUT, CTB e outros movimentos sociais, estudantis e partidos políticos foi realizada na Praça da Liberdade. Em Juiz de Fora, cerca de mil pessoas participaram do ato convocado por movimentos estudantis, sindicatos e movimentos sociais. Já em Uberlândia, pelo menos 150 pessoas se manifestaram pela saída de Michel Temer (PMDB) e eleições diretas imediatas . O evento foi organizado pelo Comitê Regional Contra as Reformas da Previdência e Trabalhistas - Frente Brasil Popular e Frente Povo Sem Medo.

Mato Grosso

O ato em Cuiabá foi convocado pelas centrais sindicais e movimentos sociais e ocorreu na feira do bairro CPA II para protestar contra Temer e o governador de Mato Grosso, Pedro Taques (PSDB).

Mato Grosso do Sul

Em Campo Grande, manifestantes fizeram um ato contra a corrupção, a reforma trabalhista, e pediram o afastamento de Michel Temer. Segundo a O protesto a Frente Brasil Popular, reuniu cerca de 300 pessoas.

Maranhão

Em São Luis houve uma carreata com cerca de 400 carros e três mil pessoas circulou pelas principais avenidas de São Luís, segundo Joel Nascimento, presidente da Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB). A manifestação foi convocado por centrais sindicais, além das Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo.

Pará

Uma manifestação convocada pelas centrais sindicais e por movimentos sociais reuniu dezenas de pessoas em Belém em defesa da saída de Temer e por eleições diretas.

Paraíba

Em João Pessoa, uma manifestação reuniu cerca de 500 pessoas para existir a renúncia do presidente Michel Temer e a convocação de eleições diretas. O ato foi convocado pela Frente Brasil Popular e se concentrou no Busto de Tamandaré, entre as praia de Tambaú e Cabo Branco em João Pessoa

Paraná

Uma manifestação convocada pela Frente Brasil Popular caminhou pelas ruas do centro de Curitiba pedindo a suspensão das reformas trabalhista e da Previdência e também a saída de Temer. A concentração foi na Praça Santos Andrade, em frente à Universidade Federal do Paraná (UFPR) e teve início às 14:30.

Pernambuco

A Praça do Marco Zero, no Centro de Recife, tradicional ponto de manifestações da capital pernambucana, reuniu milhares de pessoas convocadas pelas centrais sindicais e movimentos sociais em defesa do Fora Temer e da convocação de eleições diretas.

Piauí

Dezenas de manifestantes participaram do ato convocado pela Frente Brasil Popular e pelas centrais sindicais . O movimento pediu a renúncia de Temer e diretas e ocorreu na entrada do mercado público do bairro Parque Piauí.

Rio Grande do Norte

A manifestação em Natal pedindo a saída de Michel Temer e a convocação de eleições diretas começou por volta das 9h na Praça das Flores e terminou às 12h30. O protesto foi convocado por movimentos sociais e reuniu cerca de 4 mil manifestantes.

Rio de Janeiro

Centenas de manifestantes ocuparam parte da orla da Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro em protesto contra Michel Temer e o governador Luiz Pezão. O ato, organizado pelo Movimento Unificado dos Servidores Públicos do Estado (Muspe) e pelos movimentos sociais, teve início às 10h e também exigiu eleições diretas para presidente.

Sergipe

Movimentos sociais e sindicalistas participaram de um protesto pedindo a renúncia do presidente Michel Temer nos Arcos da Orla da Atalaia, na Zona Sul de Aracaju. O ato reuniu cerca de 500 pessoas e foi convocado pela Frente Brasil Popular, centrais sindicais, movimento estudantil.

São Paulo

Além da capital, algumas cidades também realizaram manifestações.

Em Piracicaba dezenas de manifestantes realizaram um ato na Praça José Bonifácio e depois percorreram vias da área central até a Rua do Porto, região turística da cidade. . A manifestação foi convocada por dois movimentos, a Frente Povo Sem Medo e a Frente Brasil Popular.

Em Campinas, um ato convocado nas redes sociais pela Frente Brasil Popular reuniu 400 pessoas, segundo a Guarda Municipal. A concentração ocorreu no Largo do Rosário e, em seguida, o grupo ocupou a Avenida Francisco Glicério.

Em Ribeirão Preto, manifestantes fizeram um ato contra Temer e por eleições diretas. Realizada na Esplanada do Theatro Pedro II, a manifestação teve 150 participantes, de acordo com os organizadores.

Tocantins

Em Palmas, centenas de pessoas, reuniram-se na Praça do Bosque, contra Michel Temer. Além da saída de Temer, a manifestação também foi contra as reformas da previdência e trabalhista. A manifestação foi convocada pela Frente Brasil Popular, centrais sindicais e movimento estudantil.

Fonte: Portal Vermelho









Últimas Notícias


Agentes de saúde e de endemias
Nova regulamentação de agentes de saúde vai à sanção

Caixa Econômica
100% Pública: Daniel Almeida comemora decisão do Conselho de Administração da Caixa Econômica

Bancos Públicos
Economia é “ameaçada” com desmonte dos bancos públicos

candidatura
Daniel Almeida acompanha Manuela D’Ávila durante visita a Salvador

Assembleia Legislativa
Fecomércio é homenageada durante sessão especial na Alba


Notícias relacionadas


Lava Jato
Nota do PCdoB Bahia sobre exclusão de Daniel Almeida da Lava Jato

Câmara vota denúncia contra Temer
Oposição ocupa Plenário ao som de Fora Temer

Reforma Trabalhista
Frente Brasil Popular convoca para vigília contra reforma trabalhista

Greve Geral
Frente Brasil Popular confirma Greve Geral no dia 30 de junho

Diretas Já
Ato cultural por "Diretas Já" reúniu 100 mil pessoas em Salvador



Escritório Político Salvador:
Rua Rubens Guelli, 134, Ed. Empresarial Itaigara, sala 203
Itaigara, Salvador-BA
CEP: 41815-135

Tel: (71) 3266-0063
ascom@daniel.org.br