quarta-feira, 30 de novembro de 2016


BAHIA

Trabalhadores alertam para o desmonte do Banco do Brasil



O governo de Michel Temer já não esconde para que veio: atender aos interesses do grande capital. Entre as prioridades, a privatização das empresas estatais. Os bancos estão na lista. No Banco do Brasil, o trabalho de desmonte já começou com o anúncio do fechamento de agências e a redução do quadro de pessoal.

Trabalhadores alertam para o desmonte do Banco do Brasil
 
O governo de Michel Temer já não esconde para que veio: atender aos interesses do grande capital. Entre as prioridades, a privatização das empresas estatais. Os bancos estão na lista. No Banco do Brasil, o trabalho de desmonte já começou com o anúncio do fechamento de agências e a redução do quadro de pessoal.
 
Nesta terça-feira (29/11), os diretores do Sindicato dos Bancários da Bahia percorreram todas as 10 unidades programadas para fechar em Salvador.
 
Em todo o país, 402 agências encerrarão as atividades. Outras 379 serão transformadas em postos de atendimento e 31 superintendências deixarão de existir.
 
Paralelamente, a direção da empresa, comandada por aliados de Temer, abriu o programa extraordinário de aposentadoria incentivada. Cerca de 18 mil funcionários podem participar.
 
O presidente do Sindicado da Bahia, Augusto Vasconcelos, destaca: "Querem esvaziar o banco, cortar empregados, fechar unidades e reduzir as funções, viabilizando os interesses do sistema financeiro, de olho no patrimônio público". O caminho traçado é o mesmo feito pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Sucateia as empresas e depois vende a preço de banana para o grande capital. 
 
O momento é de apreensão, sobretudo para os funcionários. "Não sabemos o que fazer com relação ao fechamento das agências. As vagas vão surgir, mas ninguém sabe como vai ser o processo de realocação", desabafa um bancário. Sem falar na redução drástica do quadro de pessoal.
 
Vai faltar empregado para atender o público. "Isso prejudica diretamente trabalhadores e clientes, principalmente dos municípios longínquos, que geralmente só têm o BB para atender as demandas", lamenta o estudante universitário, Robson Costa.

Por: Karlo Dias
Fonte: Sindicato dos Bancários da Bahia









Últimas Notícias



Presidente da CDEICS apresenta balanço das atividades de 2018

Direitos Humanos
Daniel cobra respeito aos direitos humanos no Brasil


Emenda parlamentar de Daniel Almeida garante ampliação do Hospital Municipal de Itiúba

Prevenção
Projeto de Daniel que estimula exames preventivos de câncer vai à sanção


PCdoB e PPL celebram união em ato político


Notícias relacionadas



Presidente da CDEICS apresenta balanço das atividades de 2018

Direitos Humanos
Daniel cobra respeito aos direitos humanos no Brasil


Emenda parlamentar de Daniel Almeida garante ampliação do Hospital Municipal de Itiúba

Prevenção
Projeto de Daniel que estimula exames preventivos de câncer vai à sanção


Comissão faz novo debate sobre panorama da indústria baiana



Escritório Político Salvador:
Rua Rubens Guelli, 134, Ed. Empresarial Itaigara, sala 203
Itaigara, Salvador-BA
CEP: 41815-135

Tel: (71) 3266-0063
ascom@daniel.org.br