NOTÍCIA

“Degradação e obscurantismo”: Daniel Almeida analisa cenário político atual

Por Ascom Daniel Almeida

Publicado em quinta-feira, 25 de março de 2021



Na manhã desta quinta (25), o deputado Daniel Almeida concedeu uma entrevista ao programa Fórum Café, onde teceu uma análise sobre o cenário político brasileiro e os desdobramentos negativos da pandemia no país. A marca de 300 mil mortes foi considerada pelo parlamentar como “tragédia que poderia ter sido evitada”.

“As instituições precisam cumprir o seu papel, e é hora de comprar vacinas e debater sobre como ajudar o povo a superar essa situação. Temos que barrar esse genocídio”, defende. O vice-líder do PCdoB na Câmara também mencionou “degradação e obscurantismo” para se referir ao momento atual do país, e avalia que em 2022 o cenário mude. “Mas até lá tem muita coisa que precisa acontecer, muita reflexão a ser feita e mobilização coletiva”, acrescenta.


Daniel também defendeu um pacto de salvação nacional para o país, articulando forças que caminhem na direção contrária do que é pregado por Bolsonaro, e criticou a postura isolacionista do Ministério do Itamaraty. “Grande parte da parcela dos problemas que estamos enfrentando agora para aquisição das vacinas decorre deste tipo de atitude, levando o país ao isolamento brutal. Isso é absolutamente incompatível para a função pública, sobretudo para um cargo como esse que demanda relações com as diversas nações”, analisa.


PCdoB e Haroldo Lima - O deputado também destacou o aniversário do PCdoB neste 25 de março, e prestou homenagens a Haroldo Lima, militante histórico da esquerda que faleceu na última quarta (24)  em decorrência de complicações da covid-19. Haroldo foi deputado federal, e se destacou nacionalmente por sua luta contra a ditadura militar no Brasil, além de ter sido diretor geral da Agência Nacional do Petróleo - ANP.

“No dia que o nosso querido PCdoB comemora 99 anos de fundação, sendo o partido mais longevo em atividade do nosso país, lutando por democracia, e liberdade, também estamos tristes pela perda do Haroldo Lima. Ontem, foi um dia denso, onde nós fizemos muitas homenagens ao Haroldo por todo o país, e eu pude perceber a dimensão desta figura simples, mas grandiosa, que ficará para sempre na vida política do nosso país”, finaliza.