quarta-feira, 13 de junho de 2018

Painel promovido pela CDEICS debateu financiamento do desenvolvimento econômico



Nesta quarta-feira (13), a Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviço, promoveu painel sobre "O financiamento do desenvolvimento econômico: o papel do sistema financeiro, dos bancos públicos e do BNDES no desenvolvimento".

Michel de Jesus Câmara dos Deputados

Seguindo o planejamento de realizar debates sobre temas importantes para o parlamento e a sociedade brasileira, a CDEICS convidou especialistas para debater o financiamento para o desenvolvimento econômico. A convidada para palestrar foi a professora Maria de Lourdes Rollemberg Mollo, do Departamento de Economia (ECO/UnB) e pesquisadora do Núcleo de Economia do Turismo do Centro de Excelência em Turismo da UnB (CET/UnB) foi eleita membro associado da World Academy of Art and Science (WAAS). A docente é a primeira mulher brasileira a ocupar essa posição na WAAS.

O presidente da CDEICS, deputado Daniel Almeida (PCdoB/BA) falou da importância de realizar debates na Comissão de temas tão relevantes como o financiamento do desenvolvimento no país e o papel desempenhado pelos bancos públicos no sistema financeiro nacional, principalmente, no atual momento de crise econômica que passa o Brasil. Almeida lamentou os contratempos que ocasionaram a ausência dos demais palestrantes e agradeceu a presença da professora Mollo.

Segundo a professora Maria de Lourdes Rollemberg Mollo não há consenso entre os economistas sobre a política de investimento. A visão neoliberal dominante, dita ortodoxa, vê os bancos públicos sem importância no desenvolvimento, e bancos privados como intermediários entre poupadores e investidores, com a lógica de mercado garantindo a eficiência da alocação de recursos. Já a visão heterodoxa, contrária ao neoliberalismo econômico, vê como importante papel para os bancos privados e para os bancos públicos no desenvolvimento econômico.

O Papel dos Bancos Públicos

Durante explanação, a professora Mollo defendeu a atuação dos bancos públicos no sistema financeiro para reduzir a taxa de juros para forçar a redução dos juros privados pela concorrência; financiar o investimento estatal para estimular a economia. Como o investimento público não visa lucro, não depende de expectativas de lucro. Investir sem objetivo de lucro, para criar emprego e renda. Concluiu dizendo que tanto os bancos públicos como os bancos privados ganham com uma política monetária e fiscal que incentive o investimento com taxas de juros baixa. E que o BNDES tem papel fundamental na política de empréstimos com juros baixos contribuindo para o crescimento da economia brasileira.

O deputado Antonio Balhmann (PDT/CE) questionou porque só os bancos públicos teriam o papel de financiar o desenvolvimento. Lamentou o desinteresse do setor privado em investir no desenvolvimento do país, assim, como acontece em outros países, onde os bancos privados financiam o investimento, e aqui não querem ter risco financeiro. A deputada Erika Kokay (PT/DF) reforçou o papel dos bancos públicos citando a Caixa Econômica Federal que é a principal financiadora do crédito habitacional no sistema imobiliário brasileiro, por isso, defendeu uma política justa para o desenvolvimento do país. O deputado Helder Salomão (PT/ES) parabenizou a iniciativa da audiência pública e salientou que a atual política governamental está gerando incertezas na economia do Brasil.

Fonte: Assessoria de Comunicação da CDEICS









Últimas Notícias


CDEICS
Precarização e direitos trabalhistas são destaques em painel da CDEICS


Política Externa e Inserção Internacional são temas de audiência na CDEICS

Estatais
Daniel Almeida comemora decisão do STF que impede desmonte da Petrobras

Abastecimento
Daniel Almeida comemora inauguração da adutora em Campo Alegre de Lourdes


Daniel destaca importância de adutora para região norte da Bahia


Notícias relacionadas


Balanço
Daniel Almeida faz balanço de 2017

Bancos Públicos
Economia é “ameaçada” com desmonte dos bancos públicos

Financiamento de campanha
Congresso tenta avançar em fundo para financiamento de campanhas


Câmara mantém coligações para 2018

Reforma Política foi adiada para terça-feira (22)
Adiamento e impasses podem inviabilizar Reforma Política



Escritório Político Salvador:
Rua Rubens Guelli, 134, Ed. Empresarial Itaigara, sala 203
Itaigara, Salvador-BA
CEP: 41815-135

Tel: (71) 3266-0063
ascom@daniel.org.br