NOTÍCIA

Coronavírus: Daniel Almeida repudia ataque à China

Por Com informações do PCdoB na Câmara

Publicado em quinta-feira, 19 de março de 2020



Presidente do Grupo Parlamentar Brasil-China, o deputado federal Daniel Almeida (PCdoB) repudiou ataque à China, feita por Eduardo Bolsonaro escreveu no Twitter que a “culpa” pela crise do coronavírus é daquele país. “Quero como presidente do Grupo parlamentar Brasil-China dizer que este posicionamento é totalmente diferente do que pensa o parlamento e o povo brasileiro”, afirmou o parlamentar baiano.
 
O embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, também via Twitter, repudiou a publicação do deputado Eduardo Bolsonaro e exigiu pedido de desculpas. A parte chinesa repudia veementemente as suas palavras, e exige que as retire imediatamente e peça uma desculpa ao povo chinês. Vou protestar e manifestar a nossa indignação junto ao Itamaraty e à Câmara dos Deputados”, respondeu Wanming, marcando em sua publicação Eduardo Bolsonaro, o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia.
 
O perfil da própria embaixada da China também publicou uma mensagem na qual disse que a afirmação de Eduardo Bolsonaro é “extremamente irresponsável” e ainda ironizou ao dizer que o parlamentar contraiu “vírus mental”.
 
Para Daniel, as relações entre Brasil e China são de amizade, cooperação e respeito. “Este tipo de posicionamento [do deputado Eduardo] não corresponde àquilo que é o desejo das nações, principalmente em um momento de crise humanitária, a China está produzindo resultados contra o Coronavírus e devemos nos espelhar em suas ações para combater a pandemia no nosso país. Peço desculpas ao povo chinês em nome do parlamento brasileiro, e reforço que continuaremos defendendo esta parceria cada vez mais sólida”, disse.